Papelão ondulado é importante sinalizador da rápida recuperação da economia no Brasil

Papelão ondulado é importante sinalizador da rápida recuperação da economia no Brasil

Papelão ondulado é importante sinalizador da rápida recuperação da economia no Brasil

English version available below

 

Chegamos ao fim de 2020, mesmo que com muitas incertezas, com uma percepção mais otimista para 2021. No Brasil, podemos perceber uma constante redução dos casos de Covid-19 nos últimos meses, além da expectativa cada vez mais real de aprovação de vacinas, o que alimenta a recuperação da confiança geral de consumidores, empresários e investidores.

Para explorar esse assunto e entender o que podemos esperar do mercado em 2021, conversamos com a ABPO (Associação Brasileira do Papelão Ondulado), que atua na promoção do uso do papelão ondulado e outros papéis para embalagens no Brasil, e conta com a participação dos principais fabricantes destes materiais no país.

O papelão ondulado é hoje o papel mais consumido no mundo e atua como um importante indicador da economia, por invariavelmente embalar todos os setores industriais e de serviços do país. Embalagens de papelão ondulado estão presentes em toda a cadeia logística de produtos industrializados até o seu destino final nos canais varejistas, e cada vez mais ganha relevância no e-commerce chegando a casa dos consumidores.. Excelente na proteção e transporte do produtos, o papelão ondulado é proveniente de fonte renovável e altamente reciclável, com mais de 80% de reciclagem através da recuperações de suas fibras.

De acordo com o Boletim Estatístico Mensal da ABPO de Outubro, a expedição de caixas, acessórios e chapas de papelão ondulado foi de cerca de 362 mil toneladas, ultrapassando em 8% o volume registrado no mesmo mês do ano anterior, batendo o recorde de expedição no mês de Outubro desde 2005.

O 2º trimestre de 2020 foi marcado por uma queda de 3,5% em relação a 2019, possivelmente atrelada aos impactos da pandemia nos diversos setores econômicos. Essa queda foi revertida logo em seguida, já que o 3º trimestre aponta um crescimento de 10,3% em relação ao período de 2019, indicando uma considerável recuperação.

Essa tendência de recuperação percebida no mercado de papelão ondulado também é encontrada em outros mercados de embalagens em maior ou menor escala, a depender do tipo de embalagem e material utilizado. A Ahlstrom-Munksjö Brasil acompanha este movimento de mercado com seus papéis especiais produzidos em Jacareí e Caieiras para rótulos e embalagens flexíveis dos mais diversos segmentos de mercado.

Nesse sentido, estamos cada vez mais confiantes no cenário de recuperação que se desenha no país para os próximos meses, e que deve trazer um alívio nos resultados financeiros da indústria à medida em que o Brasil avança no combate à pandemia e na restauração do mercado consumidor.

Saiba mais sobre a ABPO >>

 

Corrugated cardboard is an important indicator of the rapid recovery of the economy in Brazil

We reached the end of 2020, although with many uncertainties, having a more optimistic perception for 2021. In Brazil, we can see a constant reduction in the cases of Covid-19 in recent months, in addition to the increasingly real expectation of vaccine approval, which fuels the recovery of the general confidence of consumers, entrepreneurs and investors.

To explore this issue and understand what we can expect from the market in 2021, we spoke to ABPO (Brazilian Corrugated Board Association), which works to promote the use of corrugated cardboard and other packaging paper in Brazil, and counts on the participation of leading manufacturers of these materials in the country.

Corrugated cardboard is today the most consumed paper in the world and acts as an important indicator of the economy, as it invariably packs all industrial and service sectors in the country. Corrugated cardboard packaging is present throughout the logistics chain of industrialized products until its final destination in retail channels, and it is increasingly gaining relevance in e-commerce reaching consumers' homes. Excellent in the protection and transportation of products, corrugated cardboard is from a renewable and highly recyclable source, with more than 80% recycling rates through the recovery of its fibers.

According to the ABPO’s Monthly Statistical Bulletin of October, the shipment of boxes, accessories and corrugated sheets was around 362 thousand tons, exceeding by 8% the volume registered in the same month of the previous year, breaking the expedition record in October since 2005.

The 2nd quarter of 2020 was marked by a fall of 3.5% in relation to 2019, possibly linked to the impacts of the pandemic in the various economic sectors. This drop was reversed shortly afterwards, as the 3rd quarter points to a 10.3% growth compared to the 2019 period, indicating a considerable recovery.

This recovery trend perceived in the corrugated board market is also found in other packaging markets on a larger or smaller scale, depending on the type of packaging and material used. Ahlstrom-Munksjö Brazil accompanies this market movement with its special papers produced in Jacareí and Caieiras for flexible labels and packaging from the most diverse market segments.

In this sense, we are increasingly confident in the recovery scenario that is outlined in the country for the coming months, and that should bring relief to the financial results of the industry as Brazil advances in the fight against the pandemic and in the restoration of the consumer market.

Read more about ABPO >>
(page in Portuguese)

Receba as próximas edições do Papel Interativo!

Compartilhe essa páginaCompartilhe essa página