Ahlstrom-Munksjö apoia e incentiva a reciclagem do liner papel

Ahlstrom-Munksjö apoia e incentiva a reciclagem do liner papel

(see English version below)Recicle

Um dos grandes desafios das indústrias que utilizam rótulos autoadesivos nas embalagens de seus produtos é como descartar o liner – a base de papel ou plástico siliconado onde é disponibilizado o rótulo antes da aplicação – após o processo de rotulagem.

Para evitar que esses resíduos sejam enviados para aterros sanitários, gerando altos custos operacionais e impactos ambientais, nos últimos anos foram desenvolvidas algumas alternativas de destinação mais sustentáveis para o liner papel.  Como exemplo, pode-se citar a reutilização desse material em forros de paredes na Europa, para garantir o isolamento térmico e acústico entre os ambientes, ou a reciclagem para recolocação no processo de produção do papel, realizada no Brasil de forma pioneira pela empresa POLPEL.

Por meio de uma tecnologia exclusiva, que transforma o liner em polpa e neutraliza, através de processos químicos e físicos, a influência do silicone, a POLPEL viabiliza a reutilização do material na produção de papel.

Localizada em Guarulhos (SP) desde 2014, a POLPEL já atende grandes empresas nacionais e multinacionais, evitando que milhões de quilos de liner sejam enviados a aterros sanitários. Ainda assim, há muito mais a fazer. Isso porque, por desconhecimento da solução e/ou pela necessidade de uma logística reversa adequada ou de uma política clara de sustentabilidade, muitos ainda optam pelos aterros ou pela incineração do resíduo do liner.

Ciente da sua responsabilidade, a Ahlstrom-Munksjö apoia e promove iniciativas como a da POLPEL, não apenas via comunicação – como estamos fazendo agora – mas também com a busca contínua de alternativas que viabilizem a logística reversa desses materiais e a aplicação de fibras recicladas nos nossos produtos. Imagine Fiber!


 

Ahlstrom-Munksjö supports the recycling of liner paper

 

One of the major challenges for industries that use self-adhesive labels on their product packaging is how to discard the liner - the paper or plastic support where the label is made available before the application - after the labeling process.

In order to avoid waste being sent to landfills, generating high operating costs and environmental impacts, some more sustainable disposal alternatives for paper liner have been developed in recent years.  As an example, we can mention the reuse of this material in wall linings in Europe, to ensure thermal and acoustic insulation between environments, or recycling for replacement in the paper production process, carried out in Brazil in a pioneering way by the company POLPEL.

Through a unique technology that transforms the liner into pulp and neutralizes the influence of silicon through chemical and physical processes, POLPEL enables the reuse of the material in the production of paper. And all this in a closed circuit with the water reuse that prevents the generation of effluents.

Located in Guarulhos (SP) since 2014, POLPEL already serves large national and multinational companies, preventing millions of kilos of liner from being sent to landfills. Nevertheless, there is much more to do. This is because, for lack of knowledge of the solution and/or the need for proper reverse logistics or a clear sustainability policy, many still choose landfills or incineration of liner residue.

Aware of its responsibility, Ahlstrom-Munksjö supports and promotes initiatives such as that of POLPEL, not only through communication - as we are doing now - but also through the continuous search for alternatives that enable the reverse logistics of these materials and the application of recycled fibers our products. Imagine Fiber!

  

Share this pageShare this page